Barragens de água em seus tipos e utilizações

Barragens de água
26.05.2020 categorias Geomembrana

Barragens de água em seus tipos e utilizações

Barragens de água, açudes ou represas, em resumo, são barreiras artificiais.

Uma barragem de água, açude ou represa é uma barreira artificial, feita em cursos de água para a retenção de grandes quantidades de água.

A sua utilização é sobretudo para o abastecimento de água de zonas residenciais, agrícolas, industriais, produção de energia elétrica (energia hidráulica), ou regularização de um caudal.

As barragens de água foram, desde o início da civilização, fundamentais ao desenvolvimento da espécie humana. 

A sua construção visava sobretudo a combater a escassez de água no período seco de forma mais ou menos empírica.

Em nível mundial, algumas das barragens de água mais antigas de que há conhecimento situavam-se, por exemplo, no Egito, Médio Oriente e Índia. 

Na Índia, apareceram barragens de aterro de perfil homogêneo com descarregadores de cheias para evitar acidentes provocados pelo galgamento das barragens. 

Com a Revolução Industrial, houve a necessidade de se construir um crescente número de barragens, o que permitiu o progressivo aperfeiçoamento das técnicas de projeto e construção. 

Apareceram, então, as primeiras barragens de aterro modernas, assim como as barragens de água de betão.

No artigo de hoje, vamos falar da tecnologia das geomembranas em PEAD que são muito utilizadas nesse tipo de construção. Acompanhe.

 

Quais os tipos de barragens de água 

 

A tipologia da barragem é definida em função de sua forma construtiva e do material utilizado em seu corpo principal.

 

Barragens de terra

 

São as mais comum no Brasil e são caracterizadas por vales muito largos e ombreiras suaves. 

Pode ser de terra homogênea, construída com apenas um tipo de material.

Seja de terra zoneada, aquela que, por falta de área de empréstimo com material argiloso suficiente para a construção de todo o aterro, prioriza o núcleo argiloso, no centro. 

Por ser uma estrutura menos rígida, permite fundações mais deformáveis.

Isso faz com que transmita esforços baixos para as fundações de qualquer tipo de solo ou rocha.

 

Barragens de enrocamento

 

São constituídas de enrocamentos e placas de concreto sobre o talude de montante. 

Deve ser dada atenção especial à ligação entre as placas de concreto, pois se apoiam em meio deformável.

Deve ser constituído pela camada de enrocamento que pode sofrer recalques significativos no primeiro enchimento. 

Exige atenção também com a ligação entre a face de concreto e a fundação para garantir a estanqueidade dessa região. 

Tem como vantagem a construção mais rápida, pois independe do clima.

Além disso, permite taludes mais íngremes, proporcionando menores volumes de material e maior altura da estrutura. 

A desvantagem é que a fundação deve ser em rocha sã, pois a estrutura não pode sofrer recalques excessivos.

 

Barragens de água de contrafortes 

 

São tipos raramente utilizado no Brasil e em queda no exterior, em favor dos tipos de gravidade aliviados.

 

Barragens de água de gravidade aliviada

 

É alternativa à barragem de gravidade maciça. 

Nesta última, o concreto está mal aproveitado porque as solicitações são muito menores que a resistência do concreto. 

Na comparação, constata-se que a barragem de gravidade aliviada traz economia no volume.

Além disso, diminuição das áreas sobre as quais pode agir a subpressão e a pressão intersticial.

 

Barragens de água de concreto estrutural com contrafortes

 

São formadas por uma laje impermeável a montante.

Ou seja, são apoiadas em contrafortes verticais, exercendo compressão na fundação, maior do que na barragem de gravidade. 

A fundação, neste caso, deve ser rocha com elevada rigidez. 

Se comparada com as barragens de gravidade, as principais vantagens são menor volume e menor subpressão na base. 

No entanto, as barragens com contrafortes exigem um projeto estrutural mais complexo.
Além disso, requer o uso de um número maior de fôrmas na execução dos contrafortes.

 

Barragens de água em arco

 

São particularmente apropriadas para vales estreitos e com boas condições de ombreiras. Essas estruturas tiram partido das propriedades de compressão do concreto, transmitindo os empuxos hidráulicos para as ombreiras. 

Tem como vantagens o uso de menor quantidade de concreto em comparação com as demais. Além disso, admitem fundações de pior qualidade em relação às barragens em contrafortes, porque uma menor parte da carga é efetivamente transferida para a fundação. 

Como desvantagens, exigem boas condições e ombreiras (geralmente em rocha).

Além disso, a concretagem do arco requer tecnologia mais sofisticada de locação, fôrma, armação e aplicação.

 

Uso de geossintéticos nas barragens de água

 

O uso de geossintéticos vem sendo prática comum nas obras de engenharia geotécnica.

Principalmente onde se necessita da melhoria das características do solo local.
Sobretudo, por conta das vantagens de caráter técnico e econômico que os materiais sintéticos oferecem em relação aos materiais convencionais.
Neste sentido, o desempenho do tratamento de fundações de barragens de terra com o emprego de geomembranas de polietileno de alta densidade (PEAD), estão sendo cada vez mais utilizados.

O comportamento dos maciços de fundação e de aterro da barragem é avaliado em termos de redução das vazões e das cargas de pressão.

Além disso, podem ser verificados aspectos relativos aos gradientes hidráulicos. 

A membrana impermeabilizante atua principalmente aumentando o caminho de percolação do fluxo através da fundação da barragem.

Isso resulta, dessa forma, em menores cargas de pressão sob a mesma. 

Como consequência, reduz-se a vazão de percolação através da barragem e da fundação. 

De forma geral, a utilização de membranas sintéticas mostrou-se uma boa solução para tratamento de fundações permeáveis.

 

O que são geossintéticos?

 

Geossintéticos são materiais ou produtos industrializados, ou seja, em que pelo menos um dos seus componentes é fabricado com polímeros sintéticos ou naturais.

Basicamente, os Geossintéticos servem para projetos relacionados na área de geotecnia.

Apesar de estar ganhando atualmente bastante espaço no mercado, esse tipo de tecnologia não é tão nova e tem sido bastante utilizada por conta da capacidade de resolver problemas antigos na área da engenharia. 

O que se pode destacar entre suas diversas funções, entretanto, é sua capacidade na separação, filtração, drenagem, reforço, contenção de fluidos e gases e até mesmo controle de corrosivos.

Isso tudo sem contar que, em resumo, dependendo do caso, o mesmo produto pode ser utilizado em mais de uma função.

A tecnologia dos Geossintéticos abriu caminho para a simplificação de vários problemas e sistemas de engenharia como construções sobre solos frágeis e maior estabilidade em taludes com dimensão e, sobretudo, inclinação menores.

Além disso, é utilizada em drenagens de vias e áreas especiais e mitigação da erosão do solo, entre outros.

 

Geossintéticos na impermeabilização 

 

Impermeabilização nada mais é do que o ato de impermeabilizar.

Ou seja, isolar e proteger os materiais de uma edificação da passagem indesejável de líquidos e vapores.

Com isso, são mantida assim as condições de habitabilidade de uma construção, por exemplo.

Em resumo, é uma técnica que consiste na aplicação de produtos específicos com o objetivo de proteger as diversas áreas de um imóvel contra a ação de águas que podem vir da chuva, de lavagem, de banhos ou de outras origens. 

Como tudo em construção civil, a impermeabilização também deve ser planejada para reduzir o custo e, portanto, aumentar a eficiência.

Isso porque, a falta ou uso inadequado da impermeabilização compromete a durabilidade da edificação, ou seja, causando prejuízos financeiros e danos à saúde. 

A água infiltrada nas superfícies e nas estruturas afeta o concreto, sua armadura, as alvenarias. 

O ambiente fica insalubre devido à umidade, fungos e mofo, diminuindo a vida útil da edificação.

Além do desgaste físico e emocional do proprietário ou usuário, sobretudo, que sofre com a má qualidade de vida causada pelos problemas. 

No entanto, a impermeabilização é muito mais abrangente no que diz respeito à sua utilização.

Como dissemos nesse artigo, a impermeabilização é fundamental no processo de construção das barragens.

 

A Brasil Geomembrana é especializada em Geossintéticos

 

A Brasil Geomembrana atua na área de impermeabilizações, revestimentos e das mais diversas obras geotécnicas e ambientais.

A empresa conta com ampla experiência  e busca pelo contínuo aperfeiçoamento de seus técnicos e colaboradores. 

Destaca-se no mercado pelos seus serviços de aplicação prestados em território nacional e principalmente pela qualidade e excelência no atendimento.

A empresa possui mão de obra especializada e estruturada para aplicação e comercialização da geomembrana PEAD, geocomposto drenante, geotêxtil tecido, geocélula, perfil PEAD, grelhas para controle de erosão, georrede, tubo liso PEAD, tubo dreno em PEAD, fio de solda em PEAD e soldas de tubos PEAD, tudo para as mais variáveis obras que necessitarem destes materiais.

Conheça mais acessando nosso site.

VOCÊ PODE GOSTAR DE LER

Newsletter

Receba nossas Noticias em primeira mão.