Polímeros: O que são e qual sua importância

Polímeros são constituídos por macromoléculas conhecidas como monômeros
08.07.2020 categorias Geomembrana

Polímeros: O que são e qual sua importância

Polímeros fazem parte do assunto de hoje da Brasil Geomembrana

Os Polímeros são constituídos por macromoléculas conhecidas como monômeros. Sobretudo, um monômero é uma molécula que forma a unidade básica dos polímeros, ou seja, nada mais são do que blocos de construção das proteínas. 

O termo “polímero” vem do grego – “poli”, ou seja “muitas” e “meros”, que significa “partes”.

Entretanto, das ações que envolvem os Polímeros, a polimerização são as unidades que se repetem em um Polímero. 

Ou seja, a o grau de polimerização se refere ao número de meros ou partes em uma cadeia polimérica. 

Antigamente, na história da humanidade, a cadeia polimérica era relacionada com o uso de polímeros naturais como couro, lã, algodão e madeira.

No entanto, nos dias atuais, muitos objetos e utensílios que utilizamos em nosso cotidiano são produzidos a partir dessa substância feita de forma sintética.

Quais os tipos de Polímeros?

 

Os Polímeros são classificados em diversos níveis, entretanto, vamos detalhar alguns dos principais. 

 

Polímeros naturais

 

Os polímeros naturais ou biopolímeros são, sobretudo, os que ocorrem na natureza.

São exemplos de polímeros naturais, a borracha, os polissacarídeos (amido, celulose e glicogênio) e as proteínas.

 

Polímeros sintéticos

 

Os polímeros sintéticos ou conhecidos como artificiais, ou seka, são produzidos em laboratório, sobretudo, de produtos derivados de petróleo.

O polimetacrilato de metila (acrílico), poliestireno, policloreto de vinila (PVC), polietileno e polipropileno, são alguns exemplos de polímeros sintéticos.

A partir dos polímeros sintéticos é possível, sobretudo, a fabricação de sacolas plásticas, canos hidráulicos, materiais de construção civil, colas, isopor, tintas, chicletes, pneus, embalagens plásticas, teflon e silicone.

 

Classificação dos polímeros

 

Tanto o tipo natural quanto o sintético, todavia, há diversos 3 tipos de polímeros classificados quanto ao método de obtenção. São eles.

 

Polímeros de adição

 

Polímeros de adição, são aqueles obtidos, especialmente, pela adição sucessiva de monômeros. 

Como por exemplo os polissacarídeos, formados por monômeros de monossacarídeos e as proteínas, formadas por monômeros de aminoácidos.

 

Polímeros de condensação

 

São aqueles que são obtidos pela adição de dois monômeros diferentes com eliminação de uma molécula água, álcool ou ácido, sobretudo, durante a polimerização.

 

Polímeros de rearranjo

 

São aqueles que resultam da reação entre os monômeros que sofrem rearranjo nas suas estruturas químicas, durante a reação de polimerização.

Os polímeros também são classificados de acordo com o seu comportamento mecânico, como:

 

Elastômeros ou borrachas

 

Os elastômeros podem ser naturais ou sintéticos. Contudo, sua principal característica é a elevada elasticidade.

A borracha natural é obtida da árvore seringueira Hevea brasiliensis, através de cortes no seu tronco. Com isso, obtêm-se um líquido branco, o látex.

Entretanto, as borrachas sintéticas são formadas pela adição de dois tipos de monômeros (Copolímero).

Elas são mais resistentes e utilizadas comercialmente para a produção de mangueiras, correias, além de artigos para vedação.

 

Plásticos

 

Os plásticos são formados através da combinação de vários monômeros. 

Geralmente, usa-se o petróleo como matéria-prima para a produção de plásticos.

Os plásticos naturais ou sintéticos podem ser divididos em termorrígidos e termoplásticos.

Os termorrígidos ou termofixos são aqueles que por aquecimento assumem estrutura tridimensional, tornando-se insolúveis e infusíveis. 

Após isso, eles não conseguem voltar à sua forma original. 

Eles dão origem à estruturas rígidas e duráveis, como peças de automóveis. 

Como por exemplo o poliuretano, polietileno, poliestireno e o poliéster.

Os termoplásticos são aqueles que permitem fusão por aquecimento e solidificação por resfriamento, ou seja, isso possibilita o seu tratamento e moldagem repetidas vezes, desde que sejam reaquecidos. 

Eles são facilmente maleáveis e usados para produção de filmes, fibras e embalagens. Os termoplásticos são recicláveis.

 

Fibras

 

As fibras podem ser naturais ou sintéticas. No entanto, a produção de fibras artificiais consiste na transformação química de matérias-primas naturais.

Na natureza, as fibras podem ser obtidas de pelos de animais, sobretudo, como as sedas do bicho-da-seda, ou de caules, sementes, folhas e frutos, como o algodão e o linho. 

As fibras sintéticas são representadas especialmente pelo poliéster, a poliamida, o acrílico, o polipropileno e as aramidas.

 

Polímeros biodegradáveis

 

Os polímeros biodegradáveis são materiais que se degradam em dióxido de carbono, água e biomassa, sobretudo, como resultado da ação de organismos vivos ou enzimas. 

Em condições favoráveis de biodegradação, entretanto, podem ser completamente degradados em semanas.

Os polímeros biodegradáveis podem ser naturais ou sintéticos. Haja visto que eles podem ser derivados das seguintes fontes:

 

  • Fontes renováveis de origem vegetal como milho, celulose, batata, cana-de-açúcar;
  • Sintetizados por bactérias;
  • Derivados de fonte animal como a quitina, quitosana ou proteínas;
  • Obtidos de fontes fósseis, como o petróleo.

 

Os polímeros biodegradáveis são usados, especialmente, para produção de embalagens de alimentos, sacolas, produtos para a agricultura e produtos de consumo.

Através do processo de biodegradação, eles evitam o acúmulo de lixo e consequentemente de poluição, enquadrando-se no conceito de sustentabilidade.

 

Engenharia integral em plásticos (polímeros)

 

Os plásticos de engenharia fazem parte de um segmento inovador e promissor para a indústria de transformação e reutilização do plástico. 

Eles cão resinas com propriedades superiores às commodities, sobretudo, porque são materiais mais estáveis em aplicações que exigem maior resistência mecânica, térmica, à tração de ruptura, química e às intempéries.

Com isso, por suas propriedades e aplicações, podem substituir, em muitos casos e de forma eficiente, sobretudo em materiais como aço, cerâmica ou metal.

Os plásticos de engenharia oferecem as seguintes propriedades:

 

  • Alta resistência mecânica;
  • Ótima usinabilidade e estabilidade dimensional;
  • Boa resistência química;
  • Boa resistência a desgaste;
  • Versatilidade de forma e tamanho;
  • Aplicações em variadas temperaturas, podendo ser usado permanentemente entre 100°C e 150°C;
  • Possibilidade de produzir peças com acabamento em pintura metalizada (ABS).

 

Além disso, esses materiais dispensam lubrificação, haja visto que acabam evitando uso de graxas e reduzindo o custo e peso das peças fabricadas. 

Não são condutores e ocupam o lugar de plásticos tradicionais em aplicações que não envolvem tecnologia ou envolvem técnicas incomuns. 

Se tornam, portanto, um verdadeiro precursor de inovação em muitos segmentos, sobretudo, com a possibilidade de abertura no mercado internacional.

 

A Brasil Geomembrana é especialista em Engenharia Técnica Integral em Plásticos

 

A Brasil Geomembrana possui equipe qualificada de profissionais especializados em tecnologia de materiais poliméricos, que permitiu o desenvolvimento de Assessoria Técnica Integral a usuários e transformadores de Plásticos em áreas como:

 

  • Soldagem de Plásticos;
  • Revestimentos Antiácidos;
  • Concreto Polimérico;
  • Plásticos reforçados com fibra de vidro;
  • Injeção e extrusão termoplástica;
  • Rotomoldagem;
  • Leito fluidizado;
  • RTM;
  • Enrolamento de filamentos;
  • Pultrusão;
  • Termoformagem e outros.

 

Conheça a Brasil Geomembrana

 

A Brasil Geomembrana atua na área de impermeabilizações, revestimentos e das mais diversas obras geotécnicas e ambientais. 

A empresa conta com ampla experiência de seu sócio-diretor que atua na área há mais de 22 (vinte e dois) anos e busca pelo contínuo aperfeiçoamento de seus técnicos e colaboradores. 

Destaca-se no mercado pelos seus serviços de aplicação prestados em território nacional e principalmente pela qualidade e excelência no atendimento.

A empresa possui mão de obra especializada e estruturada para aplicação e comercialização da geomembrana PEAD, geocomposto drenante, geotêxtil tecido, geocélula, perfil PEAD, grelhas para controle de erosão, georrede, tubo liso PEAD, tubo dreno em PEAD, fio de solda em PEAD e soldas de tubos PEAD, tudo para as mais variáveis obras que necessitarem destes materiais.

Conheça mais acessando nosso site.

VOCÊ PODE GOSTAR DE LER

Newsletter

Receba nossas Noticias em primeira mão.